A mais-valia de trabalhar com Facility Services numa indústria alimentar

A mais-valia de trabalhar com Facility Services numa indústria alimentar

Poderia se apresentar e falar um pouco sobre a DAT-Schaub Portugal e seu papel dentro da empresa?

A criação da DAT Schaub Portugal surgiu através da aquisição, em 1991, de uma empresa de capitais Holandeses – a Vaessen Schoemaker Industrial – cuja fundação remonta ao ano de 1961. A DAT Schaub Portugal Indústria Alimentar, Lda. é uma empresa cujo objeto social consiste no fabrico, calibragem e comércio de tripas naturais, podendo a sociedade dedicar-se ainda ao fabrico e comércio de outros produtos alimentares destinados à indústria e ao consumo.

Desde 1991 que a empresa tem implementado uma política de crescimento sustentado através da consolidação dos seus níveis de produção, melhoria das condições de trabalho dos seus colaboradores e melhoria das condições gerais de produção. Como resultado da política de desenvolvimento sustentado, a DAT Schaub Portugal é hoje considerada uma empresa de importância estratégica para o Grupo DAT Schaub, uma vez que esta unidade centraliza um volume de produção significativo no conjunto da atividade do grupo. Atualmente a DAT Schaub Portugal possui instalações de elevada qualidade, quer do ponto de vista sanitário, quer das condições gerais de laboração, sendo que praticamente toda a sua produção é para exportação. Nas nossas instalações situadas em Arcozelo – V.N. Gaia, produzimos produtos naturais, de qualidade superior, reconhecidos pela indústria dos enchidos em todo o mundo. A empresa possui autorização sanitária de produção para exportação nº. DTP 09 emitida pelo Ministério da Agricultura e autorização de exportação para os EUA emitida pela USDA. Em outubro de 2007 a empresa adquiriu uma unidade de produção situada no concelho do Alandroal, a ALANDAL, SA., que se dedica à transformação de tripas naturais de porco e carneiro, maioritariamente para o mercado Francês. Em 2013 realizou-se a fusão por incorporação das duas empresas.

De que forma a limpeza e desinfeção são importantes para o que a DAT-Schaub produza para o mercado?

Os processos de higienização e limpeza são partes fundamentais de qualquer industria alimentar e são a garantia da qualidade e segurança dos mesmos. Falhas ou insuficiências dos procedimentos de limpeza e desinfeção podem estar na origem de alteração de produto alimentares e de contaminações inaceitáveis por bactérias patogénicas.

A condição prévia, para que um programa de limpeza e desinfeção seja eficaz, é que a fábrica e o equipamento tenham sido concebidos de acordo com os parâmetros de higiene; esta, deve efetuar-se a intervalos regulares e frequentes, de forma a garantir-se constantemente a boa qualidade dos produtos. A limpeza e desinfeção devem ser encaradas como fazendo parte integrante da produção.

Qual foi o principal motivo que levou a DAT-Schaub a subcontratar os serviços de higienização das linhas produtivas?

Esta é uma questão complexa e muitas vezes discutida internamente. A primeira vez que contratamos este serviço, em 1998, foi um pouco por pressão da casa-mãe, que tinha o serviço contratado à ISS, empresa essa também com origem

Dinamarquesa. Na altura, este trabalho era feito por uma equipa interna de trabalhadores da produção, que ficavam todos os dias mais umas horas para fazer a higienização das instalações. No entanto, era do conhecimento geral que o trabalho não era feito com o nível de exigência requerido. Isto, com as constantes alterações na equipa de trabalho, levou-nos a optar pelo serviço externo. Desde então, discutimos muitas vezes os prós e contras da externalização deste serviço, acabando sempre por mantê-lo.

Quais são as principais vantagens de subcontratar este tipo de serviços?

Os prós e contras da contratualização deste serviço são, mais ou menos, evidentes. Ao contratar o serviço, estamos a contratar especialistas na área, que nos vão trazer, forçosamente, experiência e conhecimento, que não existe internamente. A externalização dá-nos, também, alguma flexibilidade em termos de equipa de trabalho, para fazer face a eventuais flutuações de produção. Por outro lado, ninguém melhor do que a DAT-Schaub conhece a sua produção e o que é fundamental e crítico. É necessário obter uma relação de empenho absoluto da empresa prestadora de serviços, para realização de um trabalho adequado.

No início da relação com empresas de facility services, quais foram e são as principais limitações que encontrou ao subcontratar esses serviços?

A experiência que temos, das várias consultas de mercado que fizemos ao longo dos anos, é que não existem muitas empresas do sector alimentar a subcontratar a higienização e limpeza. Normalmente, são subcontratados os serviços para as áreas de apoio à produção, como sé o caso dos serviços administrativos, sendo que, nas áreas de produção, a higienização e limpeza é feita por equipas internas. Como resultado disto, não existe um grande conhecimento e experiência na higienização e limpeza das áreas produtivas, da indústria alimentar. O mesmo acontece com as equipas de trabalho, muito habituadas a limpar escritórios, e sem noções de cultura de segurança alimentar.

Como a sua empresa controla os custos dos serviços de limpeza e desinfeção subcontratados?

Esta é outra das vantagens da subcontratação. Os custos são fixos e mais previsíveis.Além disso, num contrato deste tipo, o valor da mão-de-obra representa mais de 90% do valor do contrato, pelo que é relativamente fácil prever possíveis alterações, em termos de valor.

Qual é a especialidade técnica que a sua empresa neste tipo de subcontratação espera encontrar?

Em primeiro lugar, procuramos sempre empresas com experiência na área alimentar, o que não é fácil. A cultura de segurança alimentar tem de (ou devia) estar enraizada na empresa subcontratada e, consequentemente, nos seus trabalhadores. Esta é, talvez, a questão mais importante.

Como a complexidade das instalações e processos industriais da sua empresa afeta a subcontratação dos serviços de higienização?

Somos uma empresa de mão-de-obra intensiva, com processos produtivos bastante simples. As nossas instalações não apresentam complexidades, tais que, impeçam ou dificultem uma correta higienização e limpeza.

Como a sua empresa delega tarefas e responsabilidades relacionadas à limpeza e desinfeção para os prestadores de serviços subcontratados?

Existe um diálogo constante com a empresa prestadora de serviços que visa obter resultados dentro dos parâmetros pré-estabelecidos pela empresa. A delegação de responsabilidades é total, no entanto a monotorização é constante e tanto é feita pelo departamento de qualidade, como pela produção.

Voltar para o blogue
  • A importância de higienizar as mãos

    A importância de higienizar as mãos

    A boa prática regular de higienização das mãos é vital na prevenção da propagação de infeções, com o consequente impacto positivo no combate à disseminação de doenças. Lavar as mãos...

    A importância de higienizar as mãos

    A boa prática regular de higienização das mãos é vital na prevenção da propagação de infeções, com o consequente impacto positivo no combate à disseminação de doenças. Lavar as mãos...

    Ler notícia
  • ECOX PRO alarga oferta sustentável para volumetria de 850 ml

    ECOX PRO alarga oferta sustentável para volumet...

    O número de novos utilizadores tem aumentado significativamente e todos os meses recebemos pedidos de informação de vários setores que procuram soluções mais sustentáveis, afirma Beatriz Bandeira, Business Development Manager...

    ECOX PRO alarga oferta sustentável para volumetria de 850 ml

    O número de novos utilizadores tem aumentado significativamente e todos os meses recebemos pedidos de informação de vários setores que procuram soluções mais sustentáveis, afirma Beatriz Bandeira, Business Development Manager...

    Ler notícia
1 de 2